Porque estou aqui

Durante muitos anos vendendo apartamentos na planta, sempre me incomodou a falta de informação adequada, transparência e compreensão entre as três partes: 

Compradores, por não conhecerem sobre incorporações imobiliárias, por não receberem as devidas informações das equipes de vendas, por não se informarem antes, por falta de confiança ou por falta de experiência no assunto, perdiam grandes negócios por criarem obstáculos e objeções sem necessidade. Ou muito pior, aceitavam maus negócios, tinham prejuízos e criavam dores de cabeças para si e seus familiares, justamente pela falta de clareza nas informações. 
 
Corretores, por sua vez, pela falta de conhecimento, ou acesso aos dados, não tinham a informação necessária sobre o empreendimento, as leis e os trâmites bancários inerentes ao negócio. Dessa forma, não conseguiam tranquilizar os seus clientes removendo essas objeções. 
 
E Incorporadores, como centro de tudo, sem a preocupação de capacitar as suas equipes de vendas, e sem o cuidado em informar adequadamente os seus clientes, tranquilizando-os sobre todos os passos da obra, já que se tratava de um grande investimento para eles. Os resultados eram vários conflitos desnecessários, sendo muitas vezes judiciais. 

A constatação nesses doze anos foi perceber que a maioria desses conflitos não acontecia por má fé, mas sim pela pura falta de conhecimento e informação. 
 
Um mau hábito generalizado onde todas essas três partes contribuíam por não perguntar, esclarecer devidamente, ocultar os riscos, antecipar a dúvida ou, simplesmente, ter mais atenção com os outros envolvidos. 

Eu mesmo já me prejudiquei pela falta de informação. Antes, por inexperiência. Achava que fazia o meu melhor, mas, com o tempo, percebi que ainda me faltava muito conhecimento. 
 
Depois, por falta de acesso a informações essenciais e a documentos importantes onde eu poderia comprovar facilmente que os dados dos empreendimentos eram reais. 
 
Outro mau hábito do mercado, acredito. Parece que incorporadores evitam mostrar sua documentação pra não perderem tempo sendo questionados por leigos. Nisso incluo compradores que, de fato, não tem obrigação nenhuma de ser especialista no assunto, mas muitos corretores também. 

Sem a informação que precisava, fiz um alto investimento, financeiro e de tempo, buscando as respostas pras várias questões polêmicas de contrato e as grandes objeções de quase todo comprador. 
 
Porém, não estava mais satisfeito com o jeito que as coisas caminhavam. Cansado da forma como tudo acontecia, em agosto de 2017, ao completar exatos 12 anos de mercado, decidi dar um basta, me ausentar um pouco das incorporações imobiliárias e viajar pelo Brasil com minha esposa e nossos dois cachorros, me dedicando exclusivamente a nossa empresa. 
 
Mas a paixão pelos imóveis e a vontade de contribuir pra um mercado transparente, seguro e ético gritaram bastante forte em mim. 
 
O que mais queria na época em que buscava conhecimento era alguém que me mostrasse tudo o que precisava saber, de forma fácil e concentrada em uma só fonte, me poupando muito do dinheiro investido em várias especializações, e tempo, principalmente, reduzindo os diversos lugares que andei até encontrar tudo o que precisava. 
 
Por isso, voltei ao mercado pra ajudar as pessoas a conseguirem o que não tive, as preparando para comprar qualquer apartamento na planta com segurança, compartilhando esse conhecimento que adquiri ao longo de todos esses anos. 

Quero compartilhar tudo que é essencial analisar, de forma bem prática e simples, antes da assinatura do contrato, pra que você saiba facilmente, e sem perder tempo, se é ou não um negócio seguro. 

Da mesma forma, quero incentivar o incorporador a cuidar mais dos seus clientes e equipes de vendas, mostrando que quanto mais conhecimento ele tiver e mais informações ele compartilhar, mais os seus negócios e relacionamentos serão confiáveis e lucrativos. 

Hoje meu compromisso é com uma única causa, a da independência e liberdade pra dar a informação que achar necessária para que as pessoas façam bons negócios na hora de comprar apartamentos na planta. 
 
Não estou nem do lado dos corretores, nem do lado dos incorporadores, nem do lado dos compradores, mas ao mesmo tempo ao lado de todos. Estou do lado do excelente negócio, onde entendo que o comprador bem orientado consegue comprar apartamentos na planta de forma correta, com muita segurança, e contribuir, dessa forma, pra algo bem maior, onde todos ganham. 

Por isso, seja bem vindo a nossa página, seja você um comprador, corretor ou incorporador! 

Aqui mostraremos como falar a mesma língua do incorporador, contribuindo para que todos os três elos do mercado se entendam, aumentando a confiança, a segurança e a tranquilidade nos negócios.

Um grande abraço!


Ismael Sant'Ana
Ismael Sant'Ana

Ismael Sant'Ana é especializado em negociação de apartamentos na planta, fruto de uma experiência de 12 anos em incorporadoras, fazendo parte do time da casa. 

Formado em administração, com MBA em Mercado de Capitais, é corretor imobiliário, perito avaliador de imóveis, e tem especialização em incorporações de edifícios e financiamento de empreendimentos imobiliários com foco no Plano Empresário.

É autor dos livros Fale a Mesma Língua do Incorporador, sobre como negociar apartamentos na planta com segurança, planejamento financeiro e plena consciência das entrelinhas do negócio, e Os Sete Pecados do Modelo de Vendas das Incorporadoras.

Do lado tanto do incorporador, como do comprador e do corretor, sua proposta é ajudar as pessoas a atingirem sempre o negócio seguro e equilibrado, onde todos ganham no final.

Por isso, seus treinamentos envolvem tanto o pente fino nos empreendimentos, para que todos falem a mesma língua e evitem surpresas no caminho, mas também um pente fino na configuração das equipes de vendas da incorporadora, e na forma de atendimento aos clientes, para que vendedor e comprador possam se aproximar, e se entender, sem os conflitos que sabotam o negócio